Skip to content

Arriscar a Pele – Sexta-feira debaixo de chuva

by em 12/11/2011

Aproveitámos uma aberta para sairmos da sala de teatro. Andámos em círculos à volta do pátio da área da escola. Éramos seis e tínhamos um centro que também se movia connosco.
Mas só havia três livros, dois de Samuel Beckett e um de Woody Allen. Aquilo que mais desejávamos era ter um livro, por isso aproximávamos-nos de quem tinha um. Depois de ler uma frase ao acaso alguém respondia e nós passávamos o livro a outro e de repente éramos nós que estávamos sem livro.
As palavras como o motor para a acção.

1)
O meu pai era do sul
a minha mãe veio do mar
eu nasci ali no meio
entre o fogo e a praia

Agora estou neste castelo
com quatro torres de ferro
estou à espera que a minha dama
chega com um carimbo em cada mão

2)
Eu sempre vivi na mesma rua
lá ao fundo era a casa da minha avó
mais acima era a casa dos meus tios
e atrás da árvore maior
ficava a janela do meu quarto

na minha rua eu jogava à bola
e tinha os meus amigos todos ao pé

3)
Ouve lá queres que te corte
o cabelo à pedrada!

2)
E tu estás aqui estás a levar
uma cabeçada

1)
Mas o melhor é não dizer mais nada

3)
Olha que eu tenho aqui uma faca

1)
É pá, vamos deixar essas tragédias
hoje eu queria convidar toda a gente
para se sentar à minha mesa
e cozinhar um prato da minha terra

5-XI-2011

Anúncios
Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: