Skip to content

as rotinas e a morte

by em 01/11/2011

Todos os dias, de segunda a sexta-feira, entre as 9 e as 11 horas da manhã começam a chegar os idosos ao Centro de Dia da Sé, muitos vêm a pé de casa, e os que têm maiores dificuldades têm boleia na carrinha da Santa Casa da Misericórdia. Entram, cada um a seu tempo, e sentam-se sempre nos mesmos lugares do jardim ou da sala do primeiro piso se estiver frio. As conversas existem sempre entre as mesmas pessoas, os jogos de dominó também, algumas senhoras fazem croché, a dona M. faz sopas de letras. Alguns apenas estão. Ao meio-dia e meia uma das funcionárias bate palmas. Os idosos devem-se dirigir à sala das refeições para almoçar. Todos os dias, depois do almoço voltam às conversas, ao dominó e ao croché, até ao lanche, às 16:00. Depois do lanche, até às 18h00 os idosos começam a ir embora, de carrinha ou a pé.

Um dia, numa das lindíssimas salas/escritório do Centro de Dia dizia num quadro escrito a caneta:

a dona C. é para ficar deitada/está internada

dona I. não está

dona F. foi para o lar

dona I. S. faleceu

o lar da feliz idade estava sempre de luto, como um lar de idosos foi feito para estar

Anúncios
Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: