Saltar para o conteúdo

EP Linhó – Primeiras considerações

by em 02/10/2011

O Estabelecimento Prisional do Linhó fica situado ao fundo da Serra de Sintra e reúne cerca de 480 reclusos, a maioria jovens. Ocupam-se da carpintaria, da serralharia, da padaria, da cozinha, das limpezas, frequentam aulas, alguns conseguiram ingressar na universidade, outros fazem música, teatro e uns poucos escrevem.

Nesta residência, até final de Novembro, quero abordar a questão do falso e até da falta de sentido para as coisas. Quero pedir-lhes listas de palavras que lhes sejam próximas, depois relações entre outras palavras encobertas, quero convidá-los a elaborar curtas biografias imaginárias ou que me descrevam com minúcia a jogada de futebol que lhes seja mais cara.

É preciso também ouvir a voz deles, de cada um deles, a ler uma notícia, um regulamento, uma frase publicitária, uma promessa, uma mentira, um silêncio ou a repetir o sinal de que a hora terminou.

Porque pela palavra é possível dar resolução ao irresolúvel, chegar à solução de teoremas, descrever objectos improváveis e simular uma das impossibilidades da física: fazer coexistir dois corpos no mesmo espaço.

Em breve começará a correspondência trocada.

Tiago Patrício

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: